You are here: Home Notícias de Carrossel Multas trabalhistas somam mais de R$ 13 bilhões
Document Actions

Multas trabalhistas somam mais de R$ 13 bilhões

13-01-2017 14:33  —  282450 visualizações

Principais causas são falta de pagamento de FGTS e 13º salário

Multas trabalhistas somam mais de R$ 13 bilhões

Comunicação PGFN

Multas trabalhistas somam mais de R$ 13 bilhões

 

Principais causas são falta de pagamento de FGTS e 13º salário

O desrespeito às leis trabalhistas brasileiras gerou uma dívida com a Fazenda Nacional que supera a casa do bilhão. Até novembro do último ano, 263.327 empresas deviam mais de R$ 13 bilhões aos cofres públicos. Nos últimos dez anos, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) conseguiu recuperar mais de R$ 2,1 bilhões ocasionados por multas dessa natureza*.

Apesar do resultado expressivo, muitas empresas devedoras que figuram entre aquelas com maior passivo fiscal proveniente de infrações à legislação trabalhista já não mais existem, o que dificulta recuperações ainda maiores por parte da PGFN.  

No topo da lista está a Japui Comércio Empreendimentos e Participações LTDA, sociedade sediada na capital paulista e que se encontra com CNPJ baixado perante a Receita Federal, possuindo uma dívida superior a R$ 77 milhões. Considerando apenas multas por salários vencidos dos seus empregados – o que configura infração ao artigo 459 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – a empresa deve mais de R$ 13 milhões. 

Ocupando o segundo lugar, devendo mais de R$ 45 milhões à União por conta de multas trabalhistas está a Agrisul Agrícola LTDA, localizada em Sindrolândia, município do Mato Grosso do Sul. A empresa possui 76 inscrições em Dívida Ativa da União (DAU) por descumprimento da legislação trabalhista, em especial por não realizar o depósito do percentual referente ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dos seus empregados – art. 23, parágrafo I, da lei 8.036/90 – e por não efetuar o pagamento da Gratificação Natalina, conhecida como 13º salário – art. 1º da lei 4.090/62.

Com quase 50 inscrições em DAU, quem figura em terceiro lugar na lista de empresas que não costumam pagar os direitos trabalhistas dos seus empregados é a Sociedade Universitária Gama Filho, que deve R$ 35 milhões ao erário. O grupo carioca é cobrado, notadamente, por não realizar o depósito do percentual referente ao FGTS, não efetuar o pagamento do 13º salário e por não realizar o pagamento das contribuições sociais relativas a empregados demitidos sem justa causa – art. 1º da Lei Complementar nº 110/01.

O órgão responsável pela gestão da mão de obra do trabalho portuário do Porto Organizado de Santos, no estado de São Paulo, deve mais de R$ 34 milhões à União. Entre as infrações cometidas pela empresa estão o descumprimento dos art. 2º e 8º da lei 9719/98, sendo esse último o que estabelece um intervalo mínimo de onze horas consecutivas entre duas jornadas para os trabalhadores portuários.

Finalizando a lista das cinco maiores devedoras quando consideradas as multas trabalhistas, temos a Companhia de Limpeza e Serviços Urbanos (Coliseu), que fica em São Luís, capital do Maranhão. A empresa, que possui quase 80 inscrições em DAU somente a título desse tipo de infração, tem uma dívida superior a R$ 28 milhões. A Coliseu é cobrada também, assim como outros grupos que compõem esse ranking, por não depositar o valor referente ao FGTS dos seus empregados.

As informações sobre débitos específicos de devedores acima mencionadas consideram apenas a totalidade das inscrições em dívida ativa que não estejam com situação de regularidade perante a Fazenda Nacional. Assim, não estão incluídas no texto débitos relativos a inscrições de multas por infração à legislação trabalhista parceladas; com garantia integral; decisão judicial pela suspensão de exigibilidade; dentre outras situações.

Se você quiser saber quem são as pessoas físicas ou jurídicas que possuem dívidas com a União, é possível consultar a Lista de Devedores clicando aqui. Lá aparecerá a totalidade de débitos que não estejam em situação regular perante a Fazenda Nacional e o FGTS, não apenas os relativos a multas por infrações à legislação trabalhista.
    
*esse dado não inclui a totalidade das recuperações oriundas de inscrições inseridas em programas de parcelamentos especiais.

 

multas-trabalhistas_______infografico.atualizado

 

Navigation
Unidades e Responsáveis
Mapa do Brasil Paraíba Pernambuco Alagoas Sergipe Rio Grande do Norte Ceará Bahia Espírito Santo Rio de Janeiro São Paulo Minas Gerais Paraná Santa Catarina Rio Grande do Sul Distrito Federal Goiás Mato Grosso do Sul Mato Grosso Rondônia Acre Amazonas Roraima Pará Tocantins Manaus Amapá Piauí